Homem posava de massagista do Santos F.C. para dopar crianças e cometer abuso sexual

Por Metro Jornal

Um indivídio de nome não divulgado, iniciais C. A. V., foi preso nesta segunda-feira (18) pelo Ministério Público de São Paulo após denúncias de abusos contra menores de idade. Segundo o MP, o funcionário do Santos Futebol Clube usava sua função para oferecer a crianças sucesso no futebol, conseguindo aproximação.

Então, o homem levava os menores ao seu apartamento, dopava-as com medicamentos até ficarem inconscientes, e então as estuprava. Suas vítimas eram meninos, da faixa etária de 13 anos, vindos do interior de São Paulo.

LEIA MAIS:
STJ decide que acusados do incêndio na Boate Kiss vão a júri popular

O mandado de prisão foi expedido pela promotora Ana Carolina Kamada Schwendler, da Delegacia de Defesa da Mulher. As investigações ainda apontam que o suspeito morou com um adolescente por cerca de 3 anos, período em que praticou estupros recorrentes, utilizando o mesmo método.

No entanto, a vítima acordou durante um dos abusos, e contou o ocorrido à mãe, que contatou autoridades.

Durante o cumprimento de mandado de busca e apreensão, foi apreendido o medicamento utilizado para dopar as vítimas durante o ato sexual. O MP levanta a possibilidade de haverem mais vítimas, ainda não identificadas.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo