STJ decide hoje se acusados por tragédia na boate Kiss irão a juri popular

Por Metro Jornal

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) irá decidir nesta terça-feira (18), a partir das 14h, se os acusados pela tragédia na boate Kiss irão a júri popular. Até hoje, ninguém foi responsabilizado criminalmente pelo incêndio que deixou 242 pessoas mortas e 636 feridos em uma boate em Santa Maria (RS), em janeiro de 2013.

O Ministério Público do Rio Grande do Sul e a Associação dos Familiares de Vítimas e Sobreviventes da Tragédia de Santa Maria recorreram de uma decisão da justiça estadual que determinou que o caso seja julgado pelo juiz de uma vara criminal de Santa Maria, a pedido da defesa dos sócios da boate. O MP-RS argumenta que os acusados foram denunciados por homicídio com motivo torpe e fútil e devem ser julgados por júri popular.

Leia também:
Depósito de móveis das Casas André Luiz é atingido por incêndio
Falha na linha 1-Azul do Metrô lota estações; na Jabaquara, usuários nem conseguem entrar

 

Entre os acusados como responsáveis pela tragédia estão os sócios da boate Kiss, Elissandro Callegaro Spohr e Mauro Londero Hoffmann, e os integrantes da banda Gurizada Fandangueira Marcelo de Jesus dos Santos e Luciano Augusto Bonilha Leão, que se apresentava na casa noturna naquela noite.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo