Nova frota de ônibus de São Paulo não terá cobrador; profissionais serão reaproveitados

Por Metro Jornal

A partir de setembro, boa parte dos novos ônibus que circularem pela cidade de São Paulo não terão lugar para cobrador. A informação foi confirmada pela SPTrans (autarquia que administra o transporte municipal) nesta segunda-feira (17) após um comunicado enviado a empresas de ônibus ser divulgado nas redes sociais.

No informativo, que circulou no dia 11 de junho, a SPTrans afirma que veículos do tipo "Padron" – com motor na parte traseira e piso baixos – “deverão ter layout interno sem o posto do cobrador (banco e caixa de cobrança)”.

Veja também:
Viaduto de acesso da Marginal Tietê à Via Dutra é reaberto após seis meses de obras
Avenidas de São Paulo ficam mais verdes com projeto de paisagismo

Em nota à imprensa, a autarquia afirmou que, apesar da mudança dos desenhos dos ônibus, funcionários que hoje cumprem a função de cobrador não serão demitidos. “Esses profissionais já passam por programas de reciclagem nas empresas e são reaproveitados pelo sistema em outras atividades como: fiscalização, manutenção e administração.”

A SPTrans disse ainda que apenas 5% dos passageiros pagam as tarifas de ônibus com dinheiro e que, atualmente, cerca de 6 mil veículos do Subsistema Local já circulam sem cobrador.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo