Greve Geral: Professores de escolas particulares de SP também confirmam paralisação; veja a lista

Por Metro Jornal

Não é apenas o setor de transportes que confirmou a adesão à greve geral da sexta-feira (14). Escolas particulares de São Paulo também irão suspender suas atividades para protestar contra a reforma da Previdência de Jair Bolsonaro (PSL).

De acordo com o SinproSP (Sindicato dos Professores de São Paulo), já chega a 33 o número de escolas particulares cujos professores paralisarão suas atividades.Entre elas, estão colégios tradicionais da cidade, como o Colégio Equipe e o Colégio Notre Dame. A lista é preliminar e a categoria acredita que a relação ainda deve aumentar.

Comunicado SinproSP greve geral dia 14 de junho de 2019 Comunicado do SinproSP informando a decisão sobre a greve geral / Reprodução/SinproSP

Leia mais:

Confira a lista dos colégios que participarão da greve geral, segundo o Sinpro:

1. Alecrim

2. Ânima

3. Arco

4. Aretê

5. Arraial das Cores

6. Bakhita

7. Casa de Aprendizagens

8. Criarte

9. Equipe

10. Escola da Vila

11. Espaço Brincar

12. Fazendo Arte

13. Garcia Yago

14. Giordano Bruno

15. Gracinha

16. Hugo Sarmento

17. Invenções

18. Ítaca

19. Lycée Pasteur

20. Maria Boscovitch

21. Micael Waldorf

22. Notre Dame

23. Ofélia Fonseca

24. Oswald de Andrade

25. Politeia

26. Pré-escola Quintal do João Menino

27. Santa Cruz (parcial)

28. Santi

29. São Domingos

30. Vera Cruz

31. Viva

32. Waldorf São Francisco


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo