Vale do Anhangabaú terá reforma de R$ 80 milhões; local ganha fonte e espaços comerciais

Por Metro Jornal com Leandro Gouveia, da Rádio Bandeirantes

Em um ano, quem passar pelo vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo, vai encontrar um espaço bastante diferente. Nesta segunda-feira (10), o prefeito Bruno Covas anunciou o início das obras de requalificação do local, que ganhará espaços comerciais, mobiliário urbano e área verde.

O projeto prevê um gasto de R$ 80 milhões, proveniente do Fundurb (Fundo Municipal de Desenvolvimento Urbano). “As obras serão feitas em etapas. Também vamos manter algumas áreas para que os pedestres possam circular nesse período”, afirmou, em nota, o secretário de Desenvolvimento Urbano, Fernando Chucre.

Veja também:
Najila Trindade deve entregar aparelho de celular à polícia nesta segunda
Vacinação extra de sarampo começa nesta segunda-feira em São Paulo; saiba mais

Uma das principais novidades da reforma é a implantação de uma grande fonte com 850 orifícios que jorram água a partir do chão. Um tanque subterrâneo com capacidade de 1.500 metros cúbicos coleta a água, que sai e depois volta ao sistema, formando um ciclo. Segundo Chucre, a manutenção ficará a cargo da iniciativa privada.

A primeira fase das obras será destinada à construção de galerias técnicas para a passagem de cabos de concessionárias de energia e telecomunicações. O Anhangabaú também vai ganhar bancos, cadeiras, 125 árvores e iluminação automatizada. O projeto prevê ainda a instalação de cafés, floriculturas, banheiros públicos e espaço para brincar.

Outra promessa é reformar os acessos ao Metrô e aos pontos de ônibus localizados no túnel. De acordo com a prefeitura, mesmo após a concessão, o vale continuará sendo palco de shows, festas populares e manifestações.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo