Carapicuíba: Três alunos que agrediram professora ficam na Fundação Casa

Por Metro Jornal

A Justiça decidiu internar na Fundação Casa três dos dez estudantes envolvidos na ameaça a professores e vandalismo na escola estadual  Maria de Lourdes Teixeira, em Carapicuíba (Grande São Paulo), na semana passada.

Os outros seis que haviam sido apreendidos e levados à Justiça foram devolvidos aos pais. O décimo envolvido no caso já foi não foi identificado, mas a polícia decidiu não apreendê-lo.

Segundo a investigação, os jovens foram identificados por vídeos feitos por celulares, que os mostram jogando mesas, cadeiras e livros, além de ameaçarem a professora.

O Ministério Público pediu a internação provisória de todos os estudantes envolvidos. A Promotoria já entrou contra os jovens no Juízo da Infância e Juventude. A promotora Tatiane Villaverde Alves afirmou em nota que o ato dos menores causou “irreparáveis consequências psicológicas nas professoras vitimadas pelo episódio”.

Segundo o secretário de Educação, Rossieli Soares, as famílias dos alunos que aparecem no vídeo fazendo as ameaças e o vandalismo também serão responsabilizadas pelo ato.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse nesta quarta-feira, durante entrevista coletiva, que os jovens envolvidos no caso serão expulsos da escola e que “todo o rigor da lei que puder ser aplicável a menores será aplicado”.   


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo