Bolsonaro é intimado a depor em processo sobre facada

Por Ansa

O presidente Jair Bolsonaro foi intimado a prestar depoimento no processo sobre o ataque a faca que sofreu em um comício durante a campanha eleitoral em setembro de 2018 em Minas Gerais. A decisão foi emitida nesta quarta-feira (5) pelo juiz da 3ª Vara da Justiça Federal de Juiz de Fora (MG), Bruno Savino.

A TV Globo teve acesso ao documento no qual o magistrado cita o artigo 201 do Código Penal e ressalta que Bolsonaro precisa depor "por força de disposição legal". Segundo Savino, o presidente poderá ser ouvido pessoalmente ou responder por escrito em razão do cargo que ocupa. À publicação, o procurador do caso, Marcelo Medina, confirmou o teor das perguntas enviadas a Bolsonaro, que já abordou os assuntos em alguns pronunciamentos.

Veja também:
Dia Nacional do Teste do Pezinho: Tudo que você precisa saber sobre o exame
Mulher leva multa ‘por dirigir com excesso de beleza’ no Uruguai

Entre os questionamentos estão "perguntas sobre o momento em que Bolsonaro decidiu viajar para atos de campanha a Juiz de Fora, quando a viagem foi divulgada, se ele percebeu a aproximação de Adélio antes da facada, se teve condições de se esquivar ou defender e como tem sido a recuperação".

O juiz determinou urgência, e a defesa de Bolsonaro precisará enviar as respostas até dia 7 de junho. O documento ainda informa que o prazo precisa ser cumprido porque é o último dia útil anterior à data de audiência de instrução para ouvir testemunhas de acusação.

O atentado contra o atual presidente foi cometido por Adélio Bispo de Oliveira, que confessou o crime, mas não poderá ser punido criminalmente porque tem problemas mentais e sofre de Transtorno Delirante Persistente.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo