Batida da PM em laboratório de drogas deixa três mortos e dois feridos no interior de SP

Por Estadão Conteúdo

Uma ação da Polícia Militar (SP) na cidade de Jaci, interior de São Paulo, deixou três suspeitos de tráfico de drogas mortos, e outros dois feridos na segunda-feira (3).

Conforme a versão apresentada à Polícia Civil, policiais rodoviários faziam patrulhamento na rodovia Washington Luís quando suspeitaram dos ocupantes de duas caminhonetes. Os veículos foram abordados e, em um deles, foram encontrados R$ 30 mil em dinheiro. Os suspeitos não souberam explicar a origem do montante, mas os policiais encontraram o endereço de um sítio que seria usado para atividades ilícitas.

Leia mais:
Explosão na sede da Prefeitura de Taubaté deixa dois feridos
Shoppings em São Paulo distribuem canudos de alumínio nesta quarta-feira

Os rodoviários pediram apoio ao Batalhão de Ações Especiais e Cavalaria (Baep) de São José do Rio Preto. Conforme a Polícia Rodoviária, os policiais do Baep chegaram primeiro ao local e teriam sido recebidos a tiros. No confronto, cinco pessoas foram baleadas e três delas morreram no local. Os dois feridos foram presos.

Também ficaram detidos os dois ocupantes das caminhonetes. Um suspeito conseguiu fugir pela mata que cerca a área. Os corpos foram levados par a o Instituto Médico Legal (IML) de São José do Rio Preto, mas as identidades não tinham sido divulgadas até o início da noite.

Na propriedade, segundo a Polícia Civil, foram apreendidos 46 quilos de pasta base de cocaína, 8,3 quilos de crack, balança de precisão e prensa. Também foram apreendidas três armas de fogo usadas pelos suspeitos, que serão submetidas à perícia.

As armas dos policiais que participaram da ação foram recolhidas para serem periciadas. Os suspeitos feridos passaram por atendimento e um deles permanecia internado sob escolta. Os outros estão presos em Mirassol.

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o caso. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que a Polícia Militar também instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM). A Corregedoria da PM acompanha o caso.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo