SP vai testar novo medicamento contra o vírus HIV

Por Metro Jornal

A Secretaria de Estado de Saúde de São Paulo vai testar, a partir deste mês, um novo tipo de medicamento injetável capaz de prevenir a infecção pelo HIV – vírus causador da Aids. O Cabotegravir deverá ser uma alternativa ao atual tratamento oral. Serão recrutadas 354 pessoas para testar o medicamento.

Diferentemente do PrEP (Profilaxia Pré-Exposição), que é administrado diariamente por via oral, o Cabotegravir pode ser aplicado via injeção a cada dois meses, como prevenção e tratamento de pessoas que vivem com HIV/Aids.

Segundo a secretaria, nem todo mundo se adapta à PrEP oral, sendo um desafio para algumas pessoas tomar um comprimido todos os dias. A ideia do novo medicamento é ser prático e discreto, com injeções de longa duração.

Podem participar dos testes homens cisgêneros gays e bissexuais e mulheres trans e travestis, maiores de 18 anos, HIV-negativo e sem  aplicação de silicone nas nádegas. Os testes serão feitos no Centro de Referência e Treinamento DST/Aids e no Hospital das Clínicas. Os interessados podem se inscrever pelo email [email protected] 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo