Trump é recebido por rainha Elizabeth II em jantar de Estado

Por Ansa

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi recebido nesta segunda-feira (3) pela rainha Elizabeth II, em um jantar de Estado no Palácio de Buckingham. Os dois líderes chegaram a fazer um breve discurso durante o brinde, no qual citaram os "valores em comum" e a "amizade preciosa" entre o Reino Unido e os Estados Unidos. "Nós reafirmamos nossos valores em comum que vão nos unir até o futuro: liberdade, soberania, autodeterminação, respeito à lei, e respeito aos direitos dados à nós por Deus todo-poderoso", disse o republicano. O presidente está no Reino Unido para uma visita oficial de três dias, que coincide com as celebrações do 75º aniversário do Dia D, data decisiva durante a Segunda Guerra Mundial. Durante seu discurso, o líder norte-americano também elogiou a coragem do povo britânico na guerra e chamou a rainha de "grande mulher". "Naquela hora escura, o povo desta nação mostrou ao mundo o que significa ser britânico", disse ele, acrescentando que a bravura dela assegurou que o destino do país "permanecesse em suas próprias mãos".

LEIA TAMBÉM:
WWDC19: Com várias modificações, Apple apresente o novo iOS 13
Visão especial: Astronauta da NASA registra fotos da Lua desde o espaço

Elizabeth II, por sua vez, relembrou a data e afirmou que Trump tem uma "conexão especial" com os britânicos. "Hoje, nós celebramos uma aliança que nos ajudou a assegurar a segurança e a prosperidade de ambos os nossos povos por décadas", disse.

No jantar de Estado também participaram a primeira-ministra britânica, Theresa May, representantes de governo das duas nações, além dos membros da Família Real e do norte-americano. Em sua conta no Twitter, antes do banquete, o magnata elogiou a hospitalidade da Família Real como "fantásticas", além de afirmar que um acordo pós-Brexit poderia acontecer assim que o país remover as "algemas". Donald Trump chegou a Londres nesta manhã e foi recebido pela rainha em Buckingham, onde participou de uma cerimônia privada com integrantes da realeza. Logo depois, ele e a primeira-dama, Melania, seguiram para a Abadia de Westminster, onde o mandatário depositou uma coroa de flores no Túmulo do Soldado Desconhecido.

A visita acontece após o republicano se envolver um uma nova polêmica com o prefeito de Londres, Sadiq Khan, que o chamara de "fascista", e depois de rumores de que Trump fez críticas à duquesa de Sussex, Meghan Markle. No segundo dia de sua visita, o presidente dos Estados Unidos se reunirá com May, às vésperas de sua renúncia, após a britânica abrir mão do cargo depois do fracasso em concluir o processo de saída do Reino Unido da União Europeia (UE).


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo