São Bernardo resgata média de quatro pássaros por dia

Por Vanessa Selicani - Metro ABC

Com metade de seu território inserido em área de preservação ambiental, São Bernardo é alvo constante de traficantes de animais da Mata Atlântica. Fiscais e guardas ambientais resgataram apenas no ano passado total de  1.647 bichos. São em média quatro casos flagrados todos os dias.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Proteção Animal, José Carlos Gobbis Pagliuca, as aves representam 90% das apreensões. Em apenas uma ação no ano passado, foram resgatadas 632 aves domésticas, vítimas de maus-tratos, em uma casa no Baeta Neves.

Veja também:
Enxugamento de censo do IBGE traz risco ‘incalculável ao sistema estatístico’, dizem técnicos
Telemarketing indesejado perturba 92% dos brasileiros, diz pesquisa

O grande número de resgates fez com que a prefeitura iniciasse projeto piloto focado na conscientização sobre o problema.

Jovens entre 6 e 17 anos da Fundação Criança transformaram gaiolas apreendidas nas operações  do Meio Ambiente em objetos de arte e para uso do dia a dia, como suporte para plantas, guarda livros e casa para gatos. O material será exposto agora nas escolas municipais. “O mais importante é disseminar a ideia de que precisamos preservar esses animais, que são parte do ecossistema da nossa área de manancial”, disse Pagliuca.

O comércio e posse de aves sem autorização e maus tratos aos bichos podem render multa municipal que varia de R$ 2.000 a R$ 30 mil. As práticas são consideradas também crime ambiental, sujeitas a prisão e multas.

Gaiola foi transformada em suporte para plantas em projeto Gaiola foi transformada em suporte para plantas em projeto / Divulgação

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo