Fiat apresenta proposta de fusão à Renault

Por Metro Jornal

A FCA (Fiat Chrysler) apresentou uma proposta de fusão com a Renault que resultaria em um conglomerado automotivo de US$ 35 bilhões. Cada metade do novo grupo seria detida pelas respectivas empresas.

A união, se bem sucedida, criará o terceiro maior grupo de veículos do mundo, com uma produção de mais de 8,7 milhões de unidades por ano, atrás da japonesa Toyota e da alemã Volkswagen.

No Brasil, a fusão reforçará a liderança da FCA, à frente de General Motors e Volkswagen. De janeiro a abril, as vendas de carros e comerciais leves da Fiat somaram 148,4 mil unidades ante 144,4 mil da GM e 116 mil do grupo alemão. Já a Renault, quarta maior marca do mercado brasileiro, adicionaria na conta da FCA mais 70,5 mil unidades vendidas.

A Renault afirmou que está estudando a proposta do grupo ítalo-americano com interesse e que considera a oferta como amigável. 

O governo francês, que possui 15% da empresa, é favorável à aliança, mas diz que “é necessário que as condições da fusão sejam favoráveis ao desenvolvimento econômico da Renault e evidentemente aos funcionários da Renault”.  


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo