Morte da princesa Diana vira atração num parque temático nos EUA

Por Metro Jornal

Um modelo 3D que lança o visitante ao trajeto que culminou na morte da princesa Diana, com projeções hiperrealistas das ruas e até do choque do Mercedes Benz em que estava com um pilar de concreto num túnel parisiense. Esta é a atração principal de um parque temático que abre ao público nesta sexta-feira (24), no Tennessee, EUA.

LEIA MAIS:
Disney foi o único estúdio sem personagens LGBTQ nos lançamentos de 2018
Brasileiro considerado um dos maiores distribuidores de pornografia infantil do mundo é condenado

O empresário responsável pelo parque, Robin Turner, contou à publicação The Daily Beast sobre a proposta, e afirmou que a atração "não é de mau gosto", "é feita de modo positivo", e foi produzida "muito profissionalmente".

"É uma projeção, e você vê os prédios e tudo em uma modelagem 3D", descreveu. "Mostra o trajeto desde a saída do hotel Ritz, com os paparazzis a perseguindo, e o flash que acreditamos ter cegado o motorista – e como isso ocorreu".

O parque é inspirado no tabloide norte-americano Enquirer, e mostra algumas de suas publicações mais infames. Uma capa de 1977, que exibe o corpo do cantor Elvis Presley em um caixão aberto, também ganhou espaço na exposição.

Outras instalações no local tratam de mais temas de grande polêmica, como o assassinato do ex-presidente estadunidense  John F. Kennedy, e o pouso de um astronauta da NASA na Lua – que, para alguns, foi fraudada.

exposicao eua national enquirer live Reprodução/Twitter

A atração é montada em uma galeria escura, que ocupa aproximadamente 1.900 metros quadrados, e traz mais de 100 itens em exibição. A que trata da morte de Lady Di convida visitantes a pensarem sobre as diversas 'teorias de conspiração' criadas em torno do acidente, algumas iniciadas pelo próprio tabloide.

Turner afirma também já ter ouvido sobre a possibilidade do parque ser alvo de protestos, por aqueles que não gostam do Enquirer. A revista ganhou destaque ambivalente após apoiar publicamente o presidente Donald Trump, do partido republicano, atual chefe de Estado nos EUA.

Contatadas pelo The Daily Beast, nenhuma assessoria de membros da família real britânica quis comentar no caso. Uma porta-voz do casal Harry e Meghan agradeceu pelo contato.

Quando questionado sobre a possibilidade da exposição ofender os filhos de Diana, os príncipes William e Harry, Robin Turner responde: "Espero que não. Mas é difícil dizer. Sei que eles são bastante sensíveis". O empresário, no entanto, se defende, afirmando que o parque "não mostra nada de novo".


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo