Doença cardíaca causou edema pulmonar que matou modelo em desfile da SPFW, aponta laudo

Por Metro Jornal

O modelo Tales Cotta, que passou mal durante desfile da São Paulo Fashion Week (SPFW) em 27 de abril e acabou morrendo logo depois, tinha um problema cardíaco que não havia sido diagnosticado em vida, aponta laudo do Instituto Médico Legal. O laudo também aponta que não havia álcool e drogas também no organismo do rapaz.

O modelo mineiro, que tinha 25 anos, desfilava pela grife Ocksa quando desmaiou na passarela. Ele recebeu os primeiros socorros e foi levado para o Hospital Municipal Sorocabano, na Lapa, onde chegou morto.

Segundo o site G1, que teve acesso ao documento, é provável que nem Tales soubesse da cardiopatia. Como o exame toxicológico descartou intoxicação, a causa da morte pode ter sido devido a um edema agudo pulmonar secundário. O laudo não especifica, no entanto, que tipo de doença Tales tinha.

 


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo