Prefeitura adia data de vencimento de créditos do Bilhete Único sem personalização

Por Metro Jornal

O secretário de Mobilidade e Transportes da capital paulista, Edson Caram, anunciou no Diário Oficial desta quinta-feira (23) o adiamento do prazo de utilização de créditos acima de R$ 43 de cartões do Bilhete Único do tipo comum, impressos sem identificação.

Em abril, a pasta havia determinado que o saldo superior a 10 tarifas básicas não seriam aceitos a partir do dia 1º de junho. Com a mudança na portaria, os créditos terão validade até o dia 1º de outubro. A justificativa da prefeitura é de ajudar o usuário a consumir o saldo excedente "sem maiores transtornos".

Veja também:
Polícia chilena investiga vazamento de monóxido de carbono que matou seis brasileiros em Santiago
Muro de vidro da USP: Placas quebradas são trocadas

O fim dos cartões do Bilhete Único sem identificação foi anunciado em fevereiro, com o objetivo de coibir fraudes e venda ilegal de passagens de ônibus e metrô. Com a alteração anunciada nesta quinta, a partir de outubro os cartões comuns já emitidos não poderão ter mais de R$ 43 de créditos carregados.

Os usuários que não tiverem gasto os créditos carregados neste tipo de cartão até o prazo final poderão transferir o excedente para um novo Bilhete Único, este com identificação. A solicitação pode ser feita nos postos da SPTrans.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo