Sérgio Moro diz que Bolsonaro quis 'fortalecê-lo' com vaga no STF

Por Rádio Bandeirantes

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que Jair Bolsonaro quis “fortalecê-lo” ao revelar que o indicaria para o STF (Supremo Tribunal Federal). O ministro da Justiça e Segurança Pública foi entrevistado com exclusividade na Rádio Bandeirantes nesta quarta-feira (22).

Veja também:
Bolsonaro altera decreto das armas e veta compra de fuzis por cidadãos comuns
Chico Buarque é o primeiro músico a vencer o Camões, maior prêmio de literatura em língua portuguesa

Segundo Moro, nunca houve acerto com o presidente para integrar o governo em troca de uma futura vaga na Corte. O ministro afirmou que a declaração de Bolsonaro também foi um gesto de gratidão por ele ter deixado a carreira de juiz.

Ainda na entrevista, ele voltou a defender a manutenção do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) no Ministério da Justiça e Segurança Pública. Moro esclareceu que não pediu que isso fosse feito, mas afirmou que com a mudança o conselho passou a ter mais protagonismo no combate à corrupção.

Em relação às mudanças no decreto das armas, publicadas nesta quarta no DOU (Diário Oficial da União), o ministro afirmou que o Exército deixará claro o tipo de arma que as pessoas poderão comprar. Ao ajustar o texto, segundo ele, o governo mostra que é sensível a críticas.

Prisão de Lula

Sérgio Moro afirma que não se arrepende de nenhuma decisão que ele tomou envolvendo Lula. Na visão do ministro, o ex-presidente se beneficiou da “captura” de estruturas estatais por “agentes públicos e políticos inescrupulosos”.

“Não é uma fantasia, não é uma invenção. É realidade. A realidade pode ser um tanto triste, mas é a realidade”. Lula foi preso no dia 7 de abril após mandado de prisão expedido pelo então juiz federal de primeira instância, devido a uma condenação em segunda instância por corrupção e lavagem de dinheiro no âmbito da operação Lava Jato.

Ouça a entrevista completa


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo