Scania anuncia R$ 1,4 bilhão para fábrica de São Bernardo

Por Metro ABC

A Scania vai investir R$ 1,4 bilhão entre 2021 a 2024 para modernizar sua fábrica em São Bernardo. O foco da montadora sueca é produzir caminhões movidos a gás, combustível mais barato e menos poluente que o diesel.

O anúncio foi feito na terça-feira (21) pelo presidente e CEO da Scania Latin America, Christopher Podgorski, acompanhado do governador João Doria (PSDB) e do prefeito da cidade, Orlando Morando (PSDB).

Os recursos se somam a outros R$ 2,6 bilhões que vêm sendo investidos desde 2016, previstos até 2020.

A Scania mantém 4.500 funcionários em São Bernardo. O presidente da montadora não fez previsão de novas contratações no momento. “Mas sempre existe possibilidade de gerar emprego. Durante toda a crise, incorporamos 1.200 novos postos. Nosso produto é global, exportamos para mais de 30 países, e asseguramos o nível de emprego no Brasil. Hoje, temos o número de trabalhadores para a produção requerida”, afirmou.

Veja também:
Acidente com carreta provoca congestionamento na Raposo Tavares
Ponte da Casa Verde tem faixa liberada após três meses de obras

Doria disse esperar que ao menos 400 novos postos sejam gerados nos próximos anos para que a empresa possa se encaixar no programa estadual IncentivAuto. Empresas do setor automotivo que investem até R$ 1 bilhão e geram as vagas recebem até 25% de desconto no ICMS.

“A Scania está preparada para produzir atualmente até 25 mil caminhões ao ano, e, em média, 22 a 23 mil já têm sido vendidos. Mas há perspectiva de crescimento do agronegócio de até dois dígitos em sua cadeia. Isso demanda equipamentos como esses [caminhões].”

A Scania está produzindo, desde o começo do ano, a nova geração de caminhões e os ônibus da marca. A montadora realiza os primeiros testes com um caminhão que pode ser abastecido com GNV (Gás Natural Veicular) ou biogás. O modelo, um pesado de 410 cavalos de potência, é da nova geração. “A produção de caminhões a gás em nossa planta, planejada para 2020, exemplifica o que reconhecemos como um investimento sustentável, ou seja, bom para os negócios e sociedade, e ao mesmo tempo de menor impacto para o meio ambiente”, disse Podgorski.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo