Nova proposta pode evitar paralisação de ônibus em São Paulo

Por Metro Jornal

O sindicato dos motoristas de ônibus realiza hoje uma assembleia para decidir os rumos da greve, marcada para amanhã.

Mas uma nova proposta trabalhista reduziu a chance de haver greve. Os motoristas vinham pedindo, entre outras reivindicações, reajuste salarial de 8%. As empresas do setor vinham oferecendo 4%. Agora, há proposta de 5,1% de reajuste, segundo disse ao jornal O Estado de S. Paulo o presidente licenciado do sindicato dos motoristas, Valdevan Noventa.

Os novos valores surgiram depois de intervenção do prefeito Bruno Covas (PSDB) nas negociações. Diante de iminência da greve, Covas indicou o ex-presidente da Câmara, Milton Leite (DEM), ligado ao setor de transportes, para participar da mesa de negociação.

O SPUrbanuss, sindicato que representa as viações, entrou com pedido de julgamento de dissídio no TRT (Tribunal Regional do Trabalho).


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo