Mortes em carros sobem neste ano em São Paulo

Por Metro Jornal

As vítimas fatais de acidentes que estavam em automóveis na cidade de São Paulo aumentaram de janeiro a abril deste ano, contrariando tendência de queda que vinha desde 2017.

Dados do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo) mostram 29 mortes em automóveis nos quatro primeiros meses deste ano, ante 21 no mesmo período do ano passado. Foi a primeira vez em três anos que o número subiu.

dados mortes trânsito

E a alta veio na contramão do indicador geral. O total de vítimas mortas em acidentes de trânsito na capital neste ano foi 264, ante 273 nos quatro primeiros meses do ano passado, uma queda de 3,3%. No estado, segundo dados do Infosiga, a queda nesse período foi de 4,6%.

Nesse período, as principais vítimas foram os pedestres, com 120 mortes (ante 123 em 2018) e motociclistas, com 87 óbitos. Apesar de alto, o número é 23,6% mais baixo do que o registrado de janeiro a abril do ano passado.

Os dados do Infosiga mostram que os acidentes com automóveis estão espalhados entre as regiões. Cinco dos 29 mortos sofreram acidentes em rodovias, onde elas cruzam a cidade.

Para o consultor de trânsito Sérgio Ejzenberg, mestre em transportes pela USP, o período entre dezembro de 2018 e março de 2019 deve ser estudado em separado. “Nesse período, a pista expressa da marginal Pinheiros, sentido rodovia Castello Branco estava interditada, o que fez um pesado fluxo de passagem utilizar o sistema viário municipal, aumentando acidentes em geral.”

A CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) disse em nota que “mantém análise constante sobre os registros de acidentes na cidade para definir medidas para reduzir ocorrências graves e mortes no trânsito” e que os números divulgados pelo Infosiga “são mais uma contribuição para essa análise”.   


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo