Justiça Militar ouve sobrevivente e testemunhas de ação do Exército que matou dois inocentes

Por Christiano Pinho - BandNews FM

A Justiça Militar ouve nesta terça-feira (21) um dos sobreviventes e sete testemunhas na ação contra os 12 militares do Exército que dispararam em direção a um carro e mataram um músico e um catador de recicláveis, em Guadalupe, na zona norte do Rio de Janeiro.

Os réus respondem por duplo homicídio qualificado, tentativa de homicídio e omissão de socorro. Evaldo Rosa foi atingido por nove tiros e não resistiu. Luciano Macedo também foi baleado ao tentar ajudar parentes do músico que estavam no veículo e morreu no hospital.

O sogro de Evaldo, Sérgio Gonçalves, que também foi alvejado, é aguardado para prestar depoimento na audiência. Nove militares estão presos preventivamente. O caso ocorreu no dia 7 de abril.

Veja também:
Caminhoneiro foge após atropelar criança de sete anos na rodovia Fernão Dias
Polícia identifica suspeitos de matar catador em Santo André


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo