Enquanto atos estouram nas ruas, ministro Weintraub presta esclarecimentos na Câmara; acompanhe ao vivo

Por Agência Brasil

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, está na Câmara dos Deputados na tarde desta quarta-feira (15) para detalhar como será feito o bloqueio de verbas de universidades públicas e institutos federais.

A convocação de Weintraub, que o obriga a comparecer à comissão geral, foi aprovada pelos parlamentares ontem (14), por 307 votos a 82. A sessão foi marcada para começar às 15h, no plenário da Câmara, e está sendo acompanhada em tempo real pela Agência Brasil em seu site.

No canal oficial da Câmara no Youtube, também é possível acompanhar a transmissão televisiva da TV Câmara.

A oitiva do ministro acontece no mesmo dia em que foram convocadas manifestações por todo o país contra o contingenciamento de recursos para a educação. De acordo com o Ministério da Educação, "o bloqueio preventivo realizado nos últimos dias atinge apenas 3,4% do orçamento total das universidades federais".

Durante os 30 minutos de fala, o ministro da Educação Abraham Weintraub apresentou dados sobre a educação que mostram que o ensino no Brasil está longe de atingir metas.

Weintraub disse que os problemas do Brasil começam na alfabetização. Ele citou três grandes "ondas de fracasso" (no 3º ano, 6º ano e no Ensino Médio). O ministro também afirmou que o governo vai priorizar o ensino técnico e que os números estão abaixo das metas do PNE.

Programas como o Pronatec (classificado como "muito ruim") e o Fies (classificado como "um dos piores programas do mundo") foram criticados. Sobre o bloqueio de recursos, Weintraub destacou que "o ensino superior está bem" e que as prioridades estão no ensino básico e técnico.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo