Editorial da Band: Decreto das Armas

Por Metro Jornal

Crescem as equivocadas reações ao decreto das armas. A começar pelo entendimento errado da decisão. Não se trata de porte indiscriminado de armas. Nada a ver com a cena de um cidadão circulando pela cidade, quando bem entender, com o revólver na cintura.

Não se fuja, no entanto, do fato de que as armas já estão na vida do país, mas nas mãos dos bandidos. Basta lembrar que mais de 90% dos crimes de morte são por armas clandestinas. Diante disso, a população decidiu nas urnas.

O cidadão honesto exigiu o direito de ter a sua arma. O decreto de agora é a resposta a esta escolha democrática. Vamos respeitar a vontade popular?

Grupo Bandeirantes de Comunicação


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo