Mega-Sena deste sábado tem prêmio digno de Virada

Por Metro Jornal

Acumulada pela 14ª vez consecutiva, a Mega-Sena sorteia neste sábado o prêmio recorde de R$ 275 milhões no concurso 2.150. Este pode ser o maior valor já pago na modalidade, sem considerar os concursos da Mega da Virada e o terceiro maior prêmio da história das Loterias da Caixa.

Além do prêmio acumulado dos sorteios anteriores, o concurso deste sábado (2.150), por ter final 0, recebe um adicional de 22% no valor. Todos os concursos de final 0 e 5 recebem esse adicional.

O dinheiro do prêmio é suficiente para comprar 90 apartamentos de luxo, com carro na garagem, nas melhores localidades do país. Aplicados na poupança, os R$ 275 milhões renderiam R$ 1.021.625,00 por mês.

O financista Fabrizio Gueratto afirma que, seja qual for o investimento, para que o dinheiro não perca valor, o correto é retirar somente o ganho real, ou seja, aquilo que rendeu acima da inflação.

“Vamos supor que a poupança rende 4,5% no ano, mas a inflação IPCA no mesmo período foi de 4%. A rentabilidade real foi de apenas 0,5%. Em teoria esta pessoa só pode usufruir destes 0,5%”, orienta.

Estudo da FGV EMAp (Escola de Matemática Aplicada da Fundação Getulio Vargas) revela que a possibilidade do prêmio sair para um único apostador é de 24,4%. Já as chances de o valor acumular novamente é de 11,1%. O levantamento considera um volume de apostas de 350 milhões de bilhetes, similar ao da última Mega da Virada.

A probabilidade de repartição do prêmio entre dois ganhadores é de 26,8%. De três e quatro vencedores são, respectivamente, 19,6% e 10,8%.

“No entanto, em situações como essa, a euforia pode gerar um volume incomum de apostas e, portanto, de ganhadores. Isso aconteceu na Mega-Sena da Virada de 2018, quando 52 apostadores dividiram o prêmio”, explica o professor da FGV EMAp Moacyr Alvim Silva.  

Se eu levar a BOLADA…

Casa e closet

“Compraria uma casa e montaria um closet enorme. Compraria uma roupa e um sapato diferente para cada dia”

Mariana Lima, 27, barista

Adoção

“Meu sonho é adotar uma criança lá da África”

Joana Maria Rocha, 49, podóloga

Busão nunca mais

“Contrataria um motorista particular para nunca mais andar de transporte público”

Carlos Henrique Mota, 35, segurança

Paris…

“Viajaria para Paris só para tomar café da manhã na Torre Eiffel”

Sabrina Campos, 23, modelo

Cinéfilo

“Iria ao cinema todos os dias, assistiria a todos os filmes que lançassem”

Lucas Bezerra de Melo, 29, auxiliar administrativo

Caridade

“Eu iria ajudar as pessoas carentes, doar para alguns asilos”

Maria Josicleide, 52, diarista

Hora da ‘fezinha’


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo