Pesquisa da USCS mostra que só água não elimina bactérias em frutas e verduras

Por Vanessa Selicani - Metro ABC

Análises realizadas por pesquisadores da USCS (Universidade Municipal de São Caetano) em frutas e verduras vendidas no ABC e capital mostram alta contaminação por bactérias e parasitoses.

Os profissionais do curso de Farmácia alertam que não há motivos para deixar de consumir os alimentos, mas o cuidado na higienização deve ser redobrado.

A gestora do curso de Farmácia da USCS, Cícera Cristina Vidal Aragão, explica que os organismos detectados nos alimentos indicam problemas na manipulação.

“Encontramos Salmonella, comum em ovos e carnes, e Shigella, bactéria presente no intestino humano. É possível que a água utilizada na irrigação tenha problemas, por exemplo. Mas não são organismos que se espera encontrar em verduras.”

Veja também:
Perseguição policial termina com pessoa ferida na avenida Brigadeiro Faria Lima
Um caminhão entala a cada dois dias em um viaduto de São Paulo

Foram analisadas 26 amostras de alface, tomate, pera e maçã colhidas em feiras e hipermercados de São Caetano, Mauá e São Paulo. As coletas foram realizadas no segundo semestre do ano passado. Todas elas apresentaram problemas durante as análises. “Mesmo a alface já higienizada tinha Shigella, o que serve de alerta para os consumidores não confiarem na limpeza da chamada feira limpa”, diz Cícera.

A professora afirma que consumir os alimentos sem a higienização ideal pode levar a infecção intestinal. “É preciso atenção especial principalmente no caso de pessoas mais suscetíveis, como crianças e idosos.”

A pesquisadora orienta que não adianta lavar só com água ou deixar de molho no vinagre. “É preciso usar cloro ou o  hipoclorito, que pode ser adquirido gratuitamente na rede pública ou comprado em mercados.”

O cloro utilizado normalmente na limpeza também pode ser usado para a higienização. No caso, é preciso diluir a substância na proporção de um para dez, ou uma colher de chá para um litro de água. Mesmo frutas e legumes também devem ficar de molho por até 10 minutos antes do consumo.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo