Suspeito de matar transexual com pauladas se entrega à polícia

Por Metro Jornal

O suspeito de assassinar a transexual Larissa Rodrigues da Silva, de 21 anos, se entregou à polícia no início da noite desta segunda-feira (6). O crime ocorreu na noite de sábado (4) no bairro da Saúde, zona sul de São Paulo.

Larissa estava acompanhada de uma pessoa quando um carro avançou e quase os atropelou. Depois, o motorista deu meia volta e saiu do carro com um pedaço de madeira e agrediu a vítima.

Veja também:
Transexual é morta a pauladas em São Paulo
Escola na Bahia é questionada por ter professor transexual e a resposta é aclamada nas redes sociais

Ela chegou a ser socorrida pelo Samu, mas morreu em um pronto socorro no Jabaquara, também na zona sul. O caso foi registrado como homicídio e está sendo investigado pelo 27º DP (Campo Belo).

O corpo de Larissa foi transferido na madrugada desta segunda para Fortaleza, no Ceará, onde será enterrado na presença de amigos e familiares.

Em entrevista ao G1, a irmã da vítima Rosana Rodrigues relatou que ela veio para São Paulo há quatro anos para ajudar a família financeiramente. "Larissa trabalhava fazendo programa, esse foi o jeito que ela encontrou de ajudar a gente. Eu não pensei que ela fosse ser morta desse jeito. Ela não mexia com ninguém", afirmou ao portal.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo