Polícia vai indiciar marido de Caroline Bittencourt por homicídio culposo; entenda

Por Metro Jornal

O marido de Caroline Bittencourt, Jorge Sestini, será indiciado pela Polícia Civil por homicídio culposo – quando não há a intenção de matar. A informação foi divulgada no início da noite desta segunda-feira (6).

De acordo com o delegado Vanderlei Pagliarini, responsável pelo inquérito que investiga a morte da modelo no dia 28 de abril, o empresário assumiu o risco de navegar mesmo sendo advertido sobre o mau tempo. Caroline morreu após cair de uma lancha durante um vendaval que atingia a região de Ilhabela.

A possível negligência foi descoberta durante a fase de coleta de depoimentos. Segundo Pagliarini, o proprietário da garagem náutica onde estava estacionada a embarcação orientou dois antes do acidente que Jorge ficasse atento às mudanças climáticas.

Veja também:
Suspeito de matar transexual com pauladas se entrega à polícia
Após repercussão negativa, juíza suspende licitação do STF para compra de lagosta e vinhos

No dia do temporal, ele ainda alertou Sestini por mensagem sobre o possível vendaval, cerca de 1h15 antes do fenômeno atingir a região. O empresário agradeceu a informação mas afirmou que voltaria apenas às 17h30 – o vendaval chegou meia hora antes.

"Sabedor do mau tempo que assolava naquele momento a região, especialmente para quem se encontrava a bordo de embarcações de pequeno porte, expressamente advertido a esse respeito, resolveu por lançar-se ao mar, não providenciando ao menos que a vítima utilizasse um colete salva-vidas, como lhe competia, negligência indiscutível que remete aos fundamentos dos delitos culposos", afirmou o delegado no inquérito.

O empresário Jorge Sestini não quis comentar. Nesta segunda, familiares e amigos se reuniram na igreja Nossa Senhora do Brasil, em São Paulo, para a missa de sétimo dia da morte da modelo.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo