Metrô e CPTM veem perda com fraude em bilhete

Por Fabíola Salani, Metro Jornal

As perdas com fraudes no Bilhete Único já começam a impactar os cofres do Metrô, cujas tarifas são pagas também com o bilhete gerido pela SPTrans.

No balanço de 2018 do Metrô, a companhia reporta  perdas de R$ 160,6 milhões no ano passado com o Sistema de Bilhetagem Eletrônica gerido pela SPTrans. Tanto Metrô quanto  CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) enviaram notificação extrajudicial à empresa municipal – ainda não é ação judicial – pedindo esclarecimentos sobre os sistemas do Bilhete Único, um procedimento jurídico de rotina, segundo a STM (Secretaria de Transportes Metropolitanos).

O balanço do Metrô relata ainda que uma das reuniões do comitê de auditoria da companhia no ano passado teve participação de integrantes de comitês semelhantes de CPTM e SPTrans para “propor plano de ação conjunto para combater às irregularidades no Bilhete Único”.

O documento ainda relata que houve outra reunião sobre o mesmo assunto da qual participaram  funcionários das três empresas em novembro.

Por fim, a STM, escreveu ontem em nota que, “com a concordância de todos os participantes do Comitê Gestor do Bilhete Único, foi contratada uma empresa para auditar o sistema e apurar possíveis perdas”.

O texto ressalta que a SPTrans “é  responsável por combater possíveis fraudes  no sistema de integração do Bilhete Único, que causariam evasão de renda às empresas operadoras do transporte”.

SPTrans

As fraudes do Bilhete Único são um problema que a SPTrans enfrenta há anos. A empresa vem buscando combatê-las com medidas como identificação de cartões com divergência entre recargas e utilizações e cancelamento de cartões com créditos temporais falsos.

Além disso, como parte das medidas de combate a fraude, a empresa deixou de vender cartões sem identificação e, a partir do mês que vem, esse tipo de bilhete só poderá ter saldo de até R$ 43.

Sobre as notificações e pedidos de auditoria de Metrô e CPTM, a SPTrans diz que “são comuns” na rotina desses órgãos e que vai responder às notificações.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo