Lojistas preveem aumento de até 3% nas vendas do Dia das Mães

Por Estadão Conteúdo

Pesquisa realizada pela Federação das Câmaras Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP) aponta que as vendas para o período de Dia das Mães podem crescer cerca de 3% neste ano, com tíquete médio variando entre R$ 100 e R$ 200.

Em nota o presidente da federação, Maurício Stainoff, diz que o setor de vestuário deve ser o mais beneficiado com a data, seguido pelo segmento alimentício e floriculturas.

A pesquisa foi realizada em conjunto com as principais câmaras de dirigentes lojistas (CDLs) do Estado de São Paulo, que enviaram dados sobre tíquete médio, produtos mais vendidos e estratégias de marketing. Os dados refletem projeções de mercado sobre as vendas a partir de 1 de maio em comparação ao mesmo período no ano passado.

Destaque positivo para vendas no litoral, onde as CDLs preveem crescimento de 5%, porém com variação do tíquete médio de R$ 50 a R$ 100. Nas outras regiões do Estado, o aumento nas vendas não deve superar os 3%.

Se comparado aos números do ano passado, a mesma pesquisa apontava crescimento de 2% e tíquete médio entre R$ 60 e R$ 100. Os números de 2019 representam melhora na expectativa para o setor a curto e médio prazo.

Para o presidente da CDL de São Bernardo do Campo, Marcello Alexandre, as vendas dos presentes via e-commerce podem ser consideradas um ponto forte, visto que grandes lojas estimulam a venda pela internet com preços mais baixos do que presencialmente nas lojas.

De acordo com o Ebit, empresa que mede desempenho de lojas online no Brasil, só em 2018, o e-commerce faturou mais de R$ 2 bilhões nas duas semanas que antecederam a data – aumento de 12% em relação ao mesmo período em 2017.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo