PF investiga esquema de extração ilegal de madeira na floresta amazônica

Por BandNews FM

A Polícia Federal, com apoio do Ministério Público Federal, deflagrou nesta quinta-feira (25) a operação Arquimedes, com o objetivo de desarticular um esquema de corrupção responsável por extração ilegal de madeira na floresta amazônica.

Um ex-superintendente do Ibama foi preso durante a ação. Foram expedidos 23 mandados de prisão preventiva, seis de prisão temporária e 109 mandados de busca e apreensão.

Leia mais:
Motorista foge de blitz e colide com árvore em acesso a marginal Tietê
Quadrilha faz arrastão em prédio dos Jardins; quatro apartamentos foram assaltados

Os agentes estão em Amazonas, Acre, Paraná, Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia, Roraima, São Paulo e Distrito Federal. A operação pede autorização de bloqueio de R$ 50 milhões nos CNPJs das empresas investigadas e outras 18 medidas cautelares.

A PF investiga a corrupção entre servidores de órgão ambiental estadual, engenheiros ambientais, detentores de planos de manejo e proprietários de empresas madeireiras e a extração, exploração e comércio ilegais de madeira.

Em dezembro de 2017 mais de 400 contêineres no porto em Manaus foram apreendidos, contendo aproximadamente 8.000 m³ de madeira em tora com documentação irregular, que pertenciam a mais de 60 empresas de madeira.


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo