Currículo é descartado em menos de 30 segundos, diz pesquisa; confira dicas

Por Metro Jornal

A maior parte dos recrutadores não leva nem 30 segundos para descartar um currículo para uma entrevista. Pesquisa realizada pela Catho com mais de 400 profissionais da área mostra que 30% deles demoram em média de 6 a 10 segundos, enquanto 27% gastam de 11 a 29 segundos.

Segundo o levantamento, em uma primeira avaliação, o profissional que recebe cerca de 100 currículos analisa em média 15 com maior critério e cautela.

“Após o primeiro olhar do recrutador sobre o currículo é feita uma análise de forma detalhada. Ainda assim é primordial ter as informações nobres do documento em destaque e bem colocadas, pois desta forma serão facilmente observadas, garantindo maiores chances desse candidato ser selecionado para uma entrevista”, afirma Tabitha Laurino, gerente da Catho.

Veja também:
Oito episódios que mostram o ‘fogo amigo’ no governo Bolsonaro
PM confirma aumento de roubos com uso de patinetes elétricos; GCM fará patrulhas

Os recrutadores apontaram informações que não podem faltar no currículo e são valorizadas no momento da análise. Na liderança, aparece experiência profissional (80%), seguido por formação e/ou cursos complementares (60%), cargo e/ou área pretendida (60%) e objetivo profissional (50%).

“É importante revisitá-lo e sempre mantê-lo atualizado, buscando identificar pontos que sempre podem ser melhorados e valorizar seu perfil profissional”, reforça. Também foram apontados alguns itens que realmente não devem aparecer no documento de jeito nenhum.

Nesse caso, 74% dos recrutadores citaram dados de contatos desatualizados foram citados. Segundo a Catho, mesmo que pareça óbvio, é muito comum o entrevistador receber documentos com e-mail, endereço e número de telefone desatualizados.

Outro item que devem ser excluídos do currículo para 70% dos profissionais são as fotos inadequadas. Se a empresa não solicitou o envio, não colocar é a melhor opção.

Análise do currículo

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo