Prefeitura de São Paulo vai fazer nova vistoria de ocupações irregulares no centro

Por Bruna Barboza - Rádio Bandeirantes

A Prefeitura de São Paulo vai fazer uma nova vistoria em ocupações irregulares no centro expandido. Ao todo 75 imóveis foram fiscalizados entre maio e agosto, após o incêndio seguido de desabamento do edifício Wilton Paes de Almeida, no largo do Paissandu.

Dos locais em questão, 51 seguem ocupados e, do total, 35 são particulares – condição que reduz a possibilidade de intervenção do poder público. Por isso, a administração municipal vai propor aos proprietários e moradores a adoção de medidas que diminuam os riscos.

Leia mais:
Receita Federal apreende 20 mil pares de calçados falsificados no Brás
Cratera compromete rede de esgoto na avenida Atlântica

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, o secretário de Habitação, Aloísio Pinheiro, explicou que o maior risco é o de incêndios. Até o momento, quatro edifícios já foram interditados e três desocupados por decisão judicial que determinou a reintegração de posse.

As ocupações que ocorreram em espaços públicos devem ser transformadas em moradia popular. O processo de negociação com a Caixa Econômica Federal já foi iniciado.

Atualmente, há 830 mil domicílios em situação precária em São Paulo, o que representa 25% do total na cidade.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo