Sérgio Moro no Twitter pode ser primeiro passo para 'voos mais altos', diz cientista político

Por Metro Brasília

Com direito a selfie, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, estreou no Twitter, no último dia 4. Conhecido pelo perfil mais reservado, Moro resolveu seguir a tendência do governo e abriu uma conta para, segundo ele, divulgar projetos da pasta.

Mas o cientista político André César, da Hold Assessoria Legislativa, levanta a hipótese de que essa exposição pode ser o primeiro passo para o ministro decidir se quer alçar voos mais altos, como uma futura candidatura à Presidência da República.

“O Twitter entra como um elemento importante nesse processo. Ali, ele cria um vínculo com os seguidores e amplia o número de potenciais eleitores. Ele abre um canal de conversa com a parcela da sociedade que o vê com simpatia”, aponta o especialista.

Riscos

Com a popularidade nas alturas – 59% de aprovação, segundo pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada no início do mês –, Moro pisa em um campo de acenos positivos. Contudo, segundo André César, o ministro deve se atentar aos riscos que a nova exposição implica. “Um dos maiores é ele começar a falar bobagem. No ambiente da internet, tudo fica registrado”, pontua.

Tuitadas

Em apenas 11 dias na rede, Moro se mostrou bem ativo, com uma média de 6,6 tuítes ao dia. Os conteúdos das publicações, em sua maioria, tratam sobre o projeto anticrime, que tramita atualmente na Câmara.

O ministro também tem usado o espaço para fazer algumas críticas. Suas últimas postagens trazem uma desaprovação à sondagem da Datafolha, na qual avaliou-se que a maioria da população era contra pontos-chave da proposta de combate ao crime – a mesma que mostrou o seu favoritismo.

Moro julgou a pesquisa “mal feita”. Para ele, nenhuma das perguntas consideradas pela pesquisa tratavam sobre o projeto.

Sérgio Moro no Twitter Reprodução
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo