Chuvas matam 310% a mais entre dezembro e abril em São Paulo

Por Metro Jornal e Agência Brasil

O estado de São Paulo registrou 41 mortes em decorrência das chuvas na temporada 2018/2019, de 1º de dezembro de 2018 a 5 de abril deste ano, segundo dados da Defesa Civil estadual. O número é 310% superior aos 10 óbitos registrados em igual período entre 2017 e 2018, durante a Operação Verão dos dois anos.

Do total de óbitos do último período chuvoso, 17 foram causados por enchente ou inundação; 10 por deslizamento; 7, raios; 4, desabamento; e 3, outros motivos.

E não foi só o total de mortes que cresceu. A quantidade de pessoas feridas por ocorrências relacionadas às chuvas saltou de 6 na temporada 2017/2018 para 73 neste ano. O número de desabrigados quase dobrou, indo de 1.415 para 2.030; e o de desalojadas quase triplicou, de 2.217 para 6.323.

Reservatórios

Se há uma boa notícia é que o período chuvoso deixou os reservatórios de abastecimento mais cheios neste ano. Ontem, o sistema Cantareira estava com 56,6% de sua capacidade de armazenamento, ante 53,5% no mesmo dia do ano passado. Outras represas também estão em melhor situação neste ano: Alto Tietê, 93,7% ante 64,3%; Guarapiranga, 91,5% ante 84%; Rio Grande, 102,9% (ultrapassando sua capacidade), ante 85,4% –sempre na comparação entre os dias 14 de abril de 2019 e 2018.

Previsão

O CGE (Centro de Gerenciamento de Emergência) prevê tempo instável, com sol entre nuvens e pancadas de chuva nos finais de tarde nesta semana na capital e Grande São Paulo.

As temperaturas devem variar de 17ºC a 24ºC nesta segunda (15) e na quarta (17) e de 18ºC a 23ºC terça (16).

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo