Prefeitura de São Paulo conserta 55% menos buracos de rua em 2019

Por Metro Jornal

A Prefeitura de São Paulo consertou 55% menos buracos de rua no primeiro bimestre deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado.

De acordo com o governo, foram atendidos 19.978 pedidos de reparo em 2019 ante os 44.992 que foram concluídos em 2018. Já o número de solicitações aumentou e passou de 17.142, no ano passado, para 25.312, neste ano.

A lista das regiões com mais queixas pelo 156 neste primeiro bimestre de 2019 é liderada pela zona leste. No topo estão as subprefeituras da Mooca (1.975 pedidos), Itaquera (1.694) e Penha (1.629).

Veja também:
Bilhete Único inativo por um ano vai ser cancelado
Vandalismo, roubos e falta de manutenção ameaçam jardins verticais de São Paulo

Segundo a prefeitura, neste mesmo período, o número de solicitações atendidas nestas regiões foi de 297, 310 e 288, respectivamente – ou 18,2%, no máximo.

Em nota, a prefeitura afirmou que o resultado do bimestre foi impactado pelo fechamento da usina que produz a massa asfáltica (que está sendo compensado pela compra da matéria-prima no mercado) e pelo alto volume de chuvas, que foi três vezes maior do que no ano passado (638,7 mm ante 190,4 mm).

38 mil reparos em 40 dias

Para tapar os buracos reclamados pela zona leste e por toda a cidade, a prefeitura promete iniciar hoje uma espécie de força-tarefa que prevê realizar 38 mil consertos nos próximos 40 dias.

O anúncio foi feito na semana passada. Segundo a prefeitura, até o fim do ano, serão investidos R$ 1,5 bilhões em ações de zeladoria – R$ 1 bilhão a mais do que planejado inicialmente. O mesmo montante deverá ser reservado em 2020.

Mutirão nos Bairros

Ainda dentro das ações de zeladoria, a prefeitura inaugurou sábado o programa Mutirão no Bairros, que reedita o Cidade Linda, lançado em 2017 pelo ex-prefeito João Doria (PSDB). A primeira etapa foi realizada em São Mateus (zona leste) e levou para o bairro não só ações de limpeza e conservação, mas também atividades culturais, de saúde, assistência social e trabalho.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo