Massacre em escola de Realengo completa oito anos; tragédia deixou 12 mortos

Por BandNews FM

O massacre da Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, no Rio de Janeiro, completa oito anos, no próximo domingo. No dia 07 de abril de 2011, um ex-aluno entrou atirando na unidade e deixou 12 adolescentes mortos.

Os parentes das vítimas relembram os momentos de angústia, após a tragédia no colégio Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, que terminou com 10 mortos, contando com os dois assassinos que também eram estudantes.

Veja também:
Prazo para estudantes validarem inscrição no Fies é estendido novamente
Voo da Avianca é esvaziado por oficiais de Justiça por já estar penhorado

Em outubro de 2017, oito crianças e uma professora também morreram após um segurança colocar fogo em uma creche em Janaúba, no Norte do estado. Para a educadora Zena Eisenberg, o desafio é retomar a rotina e valorizar às amizades.

Depois do massacre na Tasso da Silveira, toda a escola passou por uma reestruturação. Os familiares das vítimas se uniram e criaram a organização "Anjos de Realengo". Os muros ganharam nova pintura e um memorial foi inaugurado.

Adriana Machado, mãe da jovem Luíza que morreu no ataque, defende que é preciso reforçar a segurança. No domingo, está marcado um novo encontro na porta da escola Tasso da Silveira para lembrar as 12 vítimas do ataque.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo