Bolsonaro diz que estuda demitir ministro da Educação na segunda

Por Metro Jornal

O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguez, pode ser exonerado de seu cargo na segunda-feira, 8 de abril. A informação foi repassada pelo presidente Jair Bolsonaro durante um café da manhã com jornalistas no Palácio do Planalto.

"Está bastante claro que não está dando certo”, afirmou o presidente, segundo o jornal Folha de S.Paulo. “Ele é bacana e honesto, mas está faltando gestão, que é coisa importantíssima.”

Veja também:
VÍDEO: Policial empurra estudante com cano de arma durante manifestação em escola de Guarulhos
Enxurrada deixa três mortos e ao menos 40 feridos em Teresina

Apesar da fala, Bolsonaro disse que a definição sobre o futuro de Vélez ainda está em aberto. “Até segunda, vai ser resolvido, ninguém mais vai reclamar.” Ele relatou que poderia aproveitar o ministro em outra área do governo. “Quem vai decidir sou eu. Segunda é o dia do fico ou não fico.”

Desde que assumiu o cargo no início de janeiro, Vélez tem sido questionado por oposição e aliados do governo sobre medidas tomadas em sua gestão, como demissões de funcionários, e declarações polêmicas. Nesta semana, ele afirmou que os livros didáticos distribuídos às escolas públicas sofrerão mudanças sobre como o golpe militar de 1964 é contado.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo