Voo da Avianca é esvaziado por oficiais de Justiça por já estar penhorado

Por Metro Jornal

Um voo da Avianca de Brasília para São Paulo teve que ser esvaziado no aeroporto da capital federal na noite de quinta-feira (4), após oficiais de Justiça impedirem a decolagem. Eles cumpriam uma liminar que apontava que o avião estava penhorado.

O voo estava marcado, inicialmente, para às 19h. Segundo a Avianca, a decisão judicial já havia sido revertida, porém os representantes legais já tinham ido até o aeroporto. Os passageiros aguardaram por mais de uma hora até terem de deixar a aeronave.

Veja também:
Estudantes de escolas de música de SP se manifestam contra apagão cultural
Gol amplia oferta de voos para 7 destinos no Estado de São Paulo

Quem aguardava uma resolução acabou sendo realocado para outros voos ou deslocado para hotéis da região. Passageiros que aguardaram no aeroporto decolaram por volta da 1h20. O voo que tinha Congonhas como destino teve que ser desviado para o aeroporto de Guarulhos, na Grande SP, já que o aeroporto da capital não pode receber pousos depois das 23h.

A Avianca passa por um processo de recuperação judicial desde dezembro. Nesta semana, a Gol e a Latam informaram que fariam ofertas de pelo menos R$ 70 milhões por parte dos ativos da companhia. No mês passado, a Azul assinou um acordo não vinculante de R$ 105 milhões para compra de ativos da Avianca, incluindo slots e contratos de leasing de aviões da rival. Pela nova proposta apresentada na quinta, a Avianca planeja se separar em sete unidades que serão vendidas separadamente em leilão.

Veja nota oficial da Avianca Holdings S.A

Em relação às últimas notícias sobre a Ocean Air (Avianca Brasil), a Avianca Holdings S.A. esclarece:

• A Ocean Air é uma empresa 100% independente da Avianca Holdings e, portanto, não compartilha a mesma estrutura financeira e não possui uma administração comum.

• A companhia aérea brasileira tem o direito de usar a marca Avianca através de um contrato assinado com a Avianca S.A.

• Esta decisão da Ocean Air não afeta a operação das companhias aéreas que fazem parte da Avianca Holdings, portanto, 100% dos itinerários continuarão a ser agendados.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo