Após falhas, ministério adia prazo de validação do Fies

Por Metro Brasília

As falhas no sistema do Fies (Fundo Estudantil da Educação) levaram o MEC (Ministério da Educação) a ampliar o prazo até esta sexta-feira (5) para que estudantes selecionados pelo programa validem suas inscrições. A data anterior era 7 de março.

Por conta das dificuldades em acessar o documento que libera o financiamento por meio da Caixa Econômica Federal, milhares de estudantes não conseguem se matricular nas faculdades para as quais foram aceitos.

Veja também:
Carros de aplicativos terão idade de até 8 anos e placa da capital
Vereador Cláudio Duarte (PSL) é preso por cobrar ‘pedágio’ dos funcionários em BH

Em nota e sem informar data para a resolução das falhas, o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) admitiu que há um “problema sistêmico que tem impedido a troca de informações com o agente financeiro em relação aos candidatos pré-selecionados do Fies”.

Ainda de acordo com o órgão, o edital do programa prevê que em caso de erro ou problemas operacionais, o MEC tem até 30 de junho para adotar as medidas necessárias.

Outros casos

A instabilidade do Fies atinge também resoluções de casos mais específicos, como o da estudante Melissa Alves, de 22 anos. Por ter trancado um dos semestres, ela precisou fazer uma “dilatação” do contrato com o Fies – quando é estendido por mais 2 ou 3 semestres.

Com a dilatação aprovada, em fevereiro, pelo Fies e pela faculdade que estuda, e autorização em mãos, Melissa abriu o portal do programa na segunda-feira, mas não conseguiu comprovar que ainda mantinha o contrato.

“Uma hora aparece que preciso fazer aditamento, outra hora fala que consegui a dilatação e outra diz que meu contrato chegou ao fim”, conta a estudante.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo