Decisão sobre transferência de embaixada em Israel será tomada até 2022, diz Bolsonaro

Por Estadão Conteúdo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira, 1º, que "bem antes" do final do seu mandato tomará a decisão sobre se vai transferir a embaixada do Brasil de Tel-Aviv para Jerusalém, como prometeu durante a campanha eleitoral. "Eu tenho o compromisso, mas meu mandato vai ate 2022, tá ok?", afirmou a jornalistas ao chegar ao hotel King David, em Jerusalém. "Bem antes disso sai a decisão, pode ter certeza", completou.

Ele disse também que a decisão tem que ser tomada devagar, com calma, sem problemas e sempre em contato com outras nações. "O que eu quero é que seja respeitada a autonomia de Israel, obviamente."

Leia mais:
Vítimas de enchentes em São Caetano devem ter isenção do IPTU
Já declarou o imposto de renda? Falta só um mês

O presidente brasileiro também explicou que se ele fosse iniciar os processos de negociação com Israel atualmente, escolheria a cidade sagrada para sediar a embaixada brasileira. "Eu botava a embaixada onde? Seria em Jerusalém, tá certo?".

O presidente argumentou que não há intenção de ofender ninguém com sua decisão, mas que deseja também que sua autonomia seja respeitada.

Após o anuncio brasileiro no Domingo (31) da abertura de um escritório de negócios em Jerusalém, a autoridade palestina informou que pediria esclarecimentos ao enviado no Brasil como forma de protesto. "É o direito deles reclamar", afirmou o presidente, acrescentando que o Brasil votou de forma destoante deles (palestinos) na ONU há pouco tempo.

Ao final de sua rápida entrevista fora do previsto, Bolsonaro recomendou: "podem ficar tranquilos, está tudo certo".

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo