Mutirão do Emprego é prorrogado até 4 de abril para atender demanda

Por Metro Jornal

O Mutirão do Emprego, que teve início na terça (26), foi prorrogado até a próxima quinta-feira, 4 de abril, devido a alta procura de candidatos às seis mil vagas ofertadas. A partir desta quarta (27), porém, serão atendidos apenas aqueles que conseguiram retirar uma senha durante o primeiro dia da ação.

Durante o dia, cerca de 15 mil pessoas passaram pelo Vale do Anhangabaú, no centro, em busca de um emprego ou de uma das 1,3 mil vagas em cursos de qualificação. Delas, 10 mil garantiram a senha.

Desempregado há um ano, o cozinheiro Bruno Coutinho Dias, 42, inaugurou a fila às 9h de segunda-feira (25), segundo informações da UGT (União Geral dos Trabalhadores). “Estou disponível para a vaga que aparecer”, disse.

Veja também:
Concessão da Chácara do Jockey não tem proposta
Reforma do Museu do Ipiranga terá início em maio

Até o fim da fila, serão feitos atendimentos diários das 8h às 17h, menos nos fins de semana. Para evitar que os interessados passem vários dias na fila, as senhas foram divididas por cores e dias e serão atendidas até 1,5 mil pessoas diariamente.

Os postos com mais oportunidades são telemarketing e operador de loja, ambos com mais de mil oportunidades cada, informou a prefeitura. A maioria das vagas tem como requisito mínimo ensino fundamental completo e idade acima de 16 anos. O salário médio é de R$ 1,5 mil.

Durante o mutirão, a prefeitura também oferece vacinação contra a febre amarela e exames rápidos de HIV e sífilis. Será também disponibilizado um ônibus com tratamento odontológico.

Desemprego

A taxa de desemprego na região metropolitana de São Paulo passou de 15,3% em janeiro para 15,5% em fevereiro, segundo a Seade/Dieese. O número de desempregados é estimado em 1,7 milhão.

Mutirão do Emprego vale do anhangabaú A partir desta quarta (27), 1,5 mil pessoas passarão por dia no Vale do Anhangabaú / Reprodução
Loading...
Revisa el siguiente artículo