Dengue tem alta de 2.124% em São Paulo

Por Metro Jornal

O número dos casos notificados de dengue cresceu 264% no Brasil na comparação entre as 11 primeiras semanas de 2018 e 2019 – passando de 62,9 mil para 229 mil ocorrências –, segundo divulgou nesta segunda-feira o Ministério da Saúde.

Um dos responsáveis pela expansão é o estado de São Paulo, que registrou aumento de 2.124% (a maior alta do país) e viu a soma das notificações pular de 3,7 mil casos no começo do ano passado para 83 mil neste ano.

São Paulo também tem puxado para cima as mortes. O estado contabilizou 31 óbitos em função da doença em 2019 – o que representa metade dos 62 casos no país.

E não foi só a dengue que explodiu no estado. As ocorrências de chikungunya cresceram 443%, e as de zika, 201% (veja ao lado).

A diretora do CVE (Centro de Vigilância Epidemiológica) do governo de São Paulo, Regiane de Paula, afirma que o número de casos confirmados de dengue é menor (são 40.721) porque parte foi descartada ou ainda está em investigação.

A maior concentração de casos está na região noroeste do estado, onde está a cidade de Bauru, uma das recordistas em incidência.

“Tivemos uma epidemia em 2015 e vínhamos em curva descendente, com número menor de casos nos últimos anos. Além disso, temos a agora a circulação do tipo 2 da dengue. Mesmo pacientes que já tiveram tipo 1 estão suscetíveis ao tipo 2, o que contribuiu para o aumento”, afirmou.

Segundo Regiane, 80% dos criadouros do mosquito Aedes aegypti ainda estão  nas residências, o que reforça a velha lição de se combater os focos dentro de casa.

A Prefeitura de São Paulo registrou 642 casos da doença neste ano. O número em 2018 não foi informado.  

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo