Polícia suspeita de aliciamento de dependentes químicos na Cracolândia

Por BandNews FM

A polícia apura se um suposto sequestro relâmpago pode ser, na verdade, um tribunal do crime onde dependentes químicos da Cracolândia estariam sendo aliciados por integrantes de facções para auxiliar na logística do transporte da vítima.

Oito bandidos – cinco ocupando um Escort e três dentro de um Corolla táxi preto – foram detidos na madrugada desta quinta-feira (21) na pista local da marginal Tietê, sentido Penha, depois de serem parados por policiais militares do Batalhão de Trânsito que realizavam a Operação Direção Segura.

Leia mais:
Empresário é morto após tentativa de assalto em São Bernardo
PM apreende carro em São Paulo que soma mais de R$ 2,8 milhões em multas

Dentro do táxi, além do proprietário e dois comparsas dele, estava também a vítima, que já tem passagem pela polícia por extorsão e teria sido dominada na região da Cracolândia, no centro da capital. A história contada pelo refém, de prenome Ricardo, de 37 anos, que estava amarrado quando foi solto pelos PMs, apresenta contradições e ainda está confusa, segundo os policiais.

Os dois bandidos que ocupavam o táxi e o taxista teriam sido aliciados pela quadrilha apenas para transportar o refém até o cativeiro, no Parque Novo Mundo. A promessa era de receber dinheiro e drogas ao chegarem com a vítima no local indicado.

Os oito bandidos presos, entre eles o taxista, foram encaminhados à delegacia da Penha. As supostas armas de fogo que, segundo a vítima, foram utilizadas pelo grupo não estavam com os homens detidos no momento da abordagem.

Todos os presos são maiores de 18 anos e alguns já têm várias passagens pela policia. O refém, com vários ferimentos por causa das agressões sofridas ao ser dominado no centro da cidade, foi encaminhado para o hospital, mas passa bem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo