Ex-ministro Moreira Franco é preso em aeroporto do Rio de Janeiro

Por Metro Jornal

O ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco foi preso pouco antes do meio dia desta quinta-feira (21) ao chegar ao Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador. Ele era procurado pela Polícia Federal durante a manhã, em operação que rendeu a prisão do ex-presidente Michel Temer.

Entenda:

O mandado de prisão preventiva – ou seja, sem prazo para liberdade – foi expedido pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro. As prisões fazem parte da operação Descontaminação. Foram oito mandados de prisão preventiva (sem prazo para liberação), dois de prisão temporária e 26 de busca e apreensão nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo e Paraná e no Distrito Federal.

Às 12h40, a Polícia Federal confirmou que o pedido teria tido como base investigações das operações Radioatividade, Pripyat e Irmandade, todas desdobramentos da Lava Jato, e contam com denúncias feitas pelo operador do MDB Lúcio Funaro em delação premiada homologada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) em 2017. Uma coletiva de imprensa será realizada no Rio de Janeiro às 16h.

O depoimento faz parte do inquérito que investiga irregularidades em contratos de empresas com a estatal Eletrobras Eletronuclear e apura o pagamento de propinas na construção da usina nuclear Angra 3.

Moreira Franco deve ser levado à sede da Polícia Federal no Rio de Janeiro, assim como Michel Temer, que foi detido em São Paulo.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo