Escola na Bahia é questionada por ter professor transexual e a resposta é aclamada nas redes sociais

Por Estadão Conteúdo

Uma escola de educação infantil de Salvador, na Bahia, publicou um trecho de uma conversa entre a instituição de ensino e outra pessoa que não é identificada. No diálogo, a Escolinha Maria Felipa é questionada sobre ter um professor transexual e a resposta repercutiu nas redes sociais.

"Vocês têm um professor trans na escola, né?", pergunta a pessoa Após a confirmação da escola, dizendo que o educador é um "excelente profissional", o interlocutor segue com outra pergunta.

"Não que eu concorde, mas você não acha que isso pode ter diminuído o número de matrículas de vocês?", sugere.

A resposta da escola, depois de publicada nas redes, chamou atenção: "Quem acha que uma pessoa trans, apenas por ser trans, não pode educar seu filho não merece a nossa escola".

No Facebook, o post teve mais de 7,7 mil reações, 770 comentários e mais de cinco mil compartilhamentos até a publicação desta nota. No Instagram, quase 17 mil pessoas curtiram a foto, inclusive o ator Bruno Gagliasso.

Nos comentários, as pessoas apoiaram a resposta. "Obrigado, também sou trans e professor, é bom saber que ao menos em alguns lugares não esbarramos com o preconceito", disse um internauta no Facebook. "Por mais escolas assim no mundo. Todo meu respeito a admiração", escreveu outro no Instagram.

Na legenda da foto, a escola reforçou que "nosso interesse é lutar e construir pela via da educação o mundo que acreditamos. Não negociamos nossos sonhos!".


Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo