Após atentado em Suzano, professores e funcionários voltam à Raul Brasil

Por Metro Jornal

Local de um massacre na semana passada que deixou nove mortos, a Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo, será reaberta nesta segunda-feira (18) apenas para professores e funcionários, que irão traçar um planejamento de atividades de acolhimento e preparação psicológica para os alunos.

A comunidade poderá voltar a frequentar a escola a partir de terça (19), segundo a Secretaria Estadual da Educação. Os estudantes serão recebidos para atividades como oficinas, terapia e rodas de conversa. A data de retomada das aulas será definida nesta semana.

Ainda de acordo com o Governo do Estado, a escola está sendo pintada e revitalizada “com objetivo de mudar o ambiente escolar”.

A Raul Brasil foi palco na manhã de quarta-feira (13) de um ataque a tiros promovido por dois ex-estudantes que mataram cinco alunos e duas funcionárias. Após os crimes, um dos assassinos matou o outro e, em seguida, cometeu suicídio. Minutos antes, a dupla havia assassinado um empresário em uma loja na mesma região.

Feridos

No sábado (16), os alunos Murillo Gomes Louro Benite, 15 anos, Samuel Silva Félix, 14, e José Vitor Ramos, 18, receberam alta. Adna Isabella, 16, Anderson Carrilho, 15, Jenifer da Silva, 15, Leonardo Martinez, 16, estão ainda internados, com quadro estável.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo