Encontro entre Jair Bolsonaro e Donald Trump será nesta terça

Por Metro Jornal
Bolsonaro Estados Unidos Filipe Martins, Olavo de Carvalho, Jair Bolsonaro, Ernesto Araújo e Eduardo Bolsonaro em jantar na casa de Sérgio Amaral / Reprodução/Twitter

O presidente Jair Bolsonaro chegou a Washington, no final da tarde de domingo (17), para o primeiro encontro oficial com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. “Pela primeira vez em muito tempo um presidente brasileiro que não é anti-americano chega a Washington. É o começo de uma parceria pela liberdade e prosperidade, como os brasileiros sempre desejaram”, postou Bolsonaro.

Ontem ele participou de jantar na casa do embaixador brasileiro, Sérgio Amaral, para o qual foram convidados o escritor conservador Olavo de Carvalho e Steven Bannon, ex-assessor de Trump.

Veja também:
Cadastro Positivo: quem tem nome limpo pagará menos; entenda projeto de lei
Acusado de matar Marielle Franco negociava armas no exterior, diz promotora

No encontro de amanhã com Trump, Bolsonaro assinará o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre o Brasil e os EUA, que permitirá aos norte-americanos o uso comercial da base de lançamentos aeroespaciais de Alcântara (MA).

Grupo protesta contra visita

Um grupo de cerca de 50 pessoas, na sua maioria norte-americanos, se reuniu ontem em frente à Casa Branca para protestar contra a visita do presidente Jair Bolsonaro. Com cartazes e faixas com a foto de Bolsonaro e a frase “Ele Não”, os manifestantes fizeram um protesto pacífico, sem serem incomodados pelo Serviço Secreto norte-americano, que faz a segurança do da Casa Branca.

“Um encontro entre Bolsonaro e Trump legitima o fascismo e essa nova ultradireita que está crescendo no mundo. Não podemos deixar isso passar em branco”, disse Michael Shallal, da organização DC United Against Hate, uma das organizadoras do protesto. “A gente ouve e lê o que está acontecendo no Brasil e fica muito preocupado, até com nossas famílias”, disse à Reuters uma brasileira.

Protesto Bolsonaro Trump Cerca de 50 pessoas se manifestaram diante da Casa Branca: ‘Não podemos deixar isso em branco’ / Lisandra Paraguassu/Reuters
Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo