Desabamento de prédio escolar na Nigéria deixou ao menos quatro mortos; 100 crianças podem estar soterradas

Por Metro Jornal

Ao menos quatro pessoas foram mortas e por volta de 100 crianças podem ainda estar soterradas após o desabamento de um prédio, onde funcionava uma escola primária e um jardim de infância. O desmoronamento ocorreu na capital comercial da Nigéria, Lagos.

LEIA MAIS:
Utilizado como escola, prédio de três andares desmorona na Nigéria

O governador do estado de Lagos disse, nesta quarta-feira (13), que ocorreram mortes, mas os números oficiais ainda não foram revelados. "Nós resgatamos em torno de 25 pessoas, algumas já mortas", disse Akinwunmi Ambode.

O incidente ocorreu próximo a um mercado popular, o Itafaji, por volta das 10 horas no horário local. A chefe da Agência de Administração de Emergências do Estado (SEMA) afirmou que dúzias de crianças estavam presas dentro do prédio. Adesina Tiamiyu também supervisiona a operação de resgate.

Até o momento, a equipe de resgate conseguiu retirar 40 pessoas vivas dos escombros, algumas com ferimentos graves. No entanto, Tiamiyu afirmou que foram descobertos "mais de quatro corpos", sem oferecer um número exato.

Habitantes da área afirmaram que o número de alunos da escola é em torno de 100. Ela funcionava no terceiro andar do prédio, que também abrigava escritórios, lojas e unidades residenciais. \

Mochilas, brinquedos e roupas foram encontradas entre a pilha de escombros, que foi vasculhada pelos próprios moradores enquanto esperavam resgates.

Lagos, uma das cidades de crescimento mais acelerado do continente, tem problemas com a construção de edifícios dentro das permissões e normas oficiais do Estado. Colapsos de construções na Nigéria ocorrem com frequência – para alguns, devido à baixa fiscalização dos regulamentos e do uso de materiais de construção de baixa qualidade.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo