Bombeiros receberam quase 700 chamados de alagamentos, deslizamentos e árvores caídas

Por BandNews FM

O Corpo de Bombeiros de São Paulo contabiliza 601 chamados de enchentes e alagamentos na Grande São Paulo entre a noite de domingo (10) e a manhã desta segunda-feira (11).

Segundo o porta-voz da corporação, capitão Marcos Palumbo, os oficiais também atenderam 54 ocorrências de deslizamentos e 34 de quedas de árvores.

Nesta manhã, uma queda de árvore fecha totalmente a avenida Sumaré, na zona oeste, sentido marginal Tietê, altura da rua Varginha. Algumas linhas de ônibus foram afetadas e estão paradas na via – os ônibus que conseguiram desviar antes passam pela rua Cardoso de Almeida. Há lentidão nos dois sentidos da avenida.

Também na zona oeste, a avenida Giovanni Gronchi, no Morumbi, ainda está bloqueada nos dois sentidos, na altura da Praça Vinícius de Moraes, reflexo da queda de árvore que aconteceu no fim de semana. Uma pessoa ficou ferida após a árvore cair em cima de uma van que passava pela via. A vítima foi socorrida por familiares e o estado de saúde não foi divulgado.

Na rua Pedro de Toledo, na zona sul, segue bloqueada pouco antes da avenida Ibirapuera após uma queda de árvore que aconteceu no sábado à noite. Três carros, a fiação elétrica e um muro foram atingidos, mas ninguém ficou ferido.

Ipiranga alagado

Moradores do bairro do Ipiranga, na zona sul de São Paulo, estão ilhados. Na Rua Agostinho Gomes, uma escola suspendeu as aulas e serve de apoio aos desabrigados.

Um prédio da rua Cônego Januário teve as garagens inundadas e os moradores tiveram de sair no meio da noite. Outro edifício, na Agostinho Gomes, está com a portaria ilhada e moradores não conseguem sair desde ontem.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo