Prefeitura de SP estuda acionar Enel na Justiça por dificuldades na retirada de árvores caídas

Por Metro Jornal

A Prefeitura de São Paulo estuda adotar medidas judiciais contra a concessionária Enel, antiga Eletropaulo, responsável pelo fornecimento de energia elétrica na cidade. Desde as chuvas que começaram na última segunda-feira, o Corpo de Bombeiros já contabiliza 780 quedas de árvores na capital e região metropolitana.

Em entrevista à rádio BandNews FM, o secretário municipal das Subprefeituras de São Paulo Alexandre Modonezi culpa a Enel pelos problemas. Segundo ele, a empresa precisa desligar a energia elétrica para que a poda seja feita pelos funcionários da Prefeitura, sem que os trabalhadores corram risco de morrer.

O secretário também acusa a concessionária de mexer nas árvores para a passagem da fiação de forma errada, o que facilita as quedas. Ainda hoje, o prefeito Bruno Covas e parte do secretariado vão se reunir com a cúpula da Enel para cobrar uma solução.

Veja também:
Acesso à Dutra pela marginal Tietê deve ser liberado até o final de junho
Após incêndio, Centro de Treinamento do Flamengo é fechado

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo