Fábrica da Ford atrai 3 empresas, diz Doria

Por Vanessa Selicani - Metro Jornal ABC

Três empresas procuraram o governo do estado de São Paulo depois do anúncio de que o poder público intermediaria negociações para vender a fábrica da Ford em São Bernardo. O governador João Doria (PSDB) disse ontem que as consultas foram realizadas por duas multinacionais e uma brasileira, todas do setor de caminhões e automóveis. Uma das interessadas é a Caoa, disse uma fonte à Reuters.

“Isso demonstra que estamos em bom caminho de encontrar comprador para essa área e a Ford [está] com disposição de ajudar mantendo esses empregos até novembro. Antes disso, muito provavelmente, encontraremos um comprador”, disse o governador.

A Ford anunciou no dia 19 que fechará a unidade de São Bernardo. O encerramento é resultado de decisão global que optou pelo fim da fabricação de caminhões na América do Sul.
A planta emprega 2.800 funcionários diretos e 1.500 terceirizados. Mas o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC estima que outros 25 mil empregos sejam afetados indiretamente pelo fechamento.

Ontem, milhares de trabalhadores realizaram assembleia na fábrica e protestaram pelas ruas da cidade. No próximo dia 7, haverá uma reunião entre representantes do sindicato e da matriz da empresa, em encontro nos Estados Unidos.

Outra montadora que já anunciou intenção de deixar São Paulo é a General Motors, com fábrica em São Caetano. Doria se reuniu ontem com o presidente da empresa na América Latina. “Evoluímos muito bem e o anúncio definitivo será feito após o Carnaval”, afirmou.

Conteúdo Patrocinado
Loading...
Revisa el siguiente artículo